SEGUNDA FEIRA, 20 DE MAIO DE 2019
Plantão
Destaques

Pequena cidade tem mais de 200 pares de gêmeos e intriga ciência

Publicado dia 13/03/2019 às 18h03min
Kodhini, no sul da Índia, desafia as estatísticas e os médicos com sua taxa altíssima de nascimentos fora do comum

Em Kodhini, uma pequena cidade litorânea no sul da Índia, reside um mistério médico. Olhando por alto, parece uma cidade comum, mas que possui uma taxa de nascimentos de gêmeos que desafia todas as estatísticas. São cerca de 2 mil famílias na região e nada menos que 400 pares de gêmeos.

Para se colocar em perspectiva, a Índia possui uma das menores taxas de nascimento de gêmeos mais baixas do mundo.

São cerca de 9 por mil nascimentos.

Mas em Kodhini, a taxa supera os 45 nascimentos a cada mil.

Essa é uma das taxas mais altas do planeta.

Qual a explicação científica pra isso? Ninguém sabe exatamente.

Em 2000, o médico indiano Krishnan Sribiju afirmou que existe uma série de fatores que determinam a baixa incidência de gêmeos em países asiáticos.

Além das questões estatísticas, provavelmente existem complexidades genéticas nunca estudadas.

"Além disso, não há tratamento de fertilização in vitro por causa do custo proibitivo. As taxas globais de gêmeos nascidos, especialmente no mundo ocidental, aumentaram por causa da inseminação artificial", afirmou ele na época ao jornal Daily Mail.

E, segundo estatísticas, as mulheres mais maduras e com altura superior a 1,6 m

Nenhuma dessas características são encontradas na pequena cidade.

Além disso, a dieta da região não difere em nada dos indianos comuns.

Tudo que se sabe de alguma forma concreta diz que esse monte de gêmeos começou a nascer há 60 ou 70 anos atrás.

Relatos afirmam que até mulheres de outras regiões que se mudam para Kodhini também têm gêmeos.

Em 2016, uma série de estudos começou a procurar semelhanças entre Kodhini e outras cidades com alta incidência de gêmeos.

Uma delas é a comunidade Hung Loc, no Vietnã, e Cândido Godói, no Rio Grande do Sul, onde 10% dos nascimentos são de gêmeos.

Mas, até o momento, nada de muito significativo foi descoberto.

E o mistério permanece...

 

 

Fonte: Filipe Siqueira, do R7 - https://noticias.r7.com/hora-7/fotos/pequena-cidade-tem-mais-de-200-pares-de-gemeos-e-intriga-ciencia-13032019#!/foto/18