Araguari proíbe venda de bebida alcoólica e adota “toque de recolher”

Araguari proíbe venda de bebida alcoólica e adota “toque de recolher”

Nesta sexta-feira (26), será publicado um novo decreto com medidas mais rigorosas, incluindo a restrição de circulação de pessoas entre 22h e 5h da manhã e mais, a proibição de venda de bebida alcoólica em qualquer estabelecimento e a qualquer hora do dia. As medidas de segurança estão sendo tomadas pela administração do município, na tentativa de combater ainda mais a proliferação do coronavírus e terão validade por sete dias, até a próxima sexta, dia 5 de março.

Os representantes de setores mais atingidos pelas novas restrições foram ouvidos pela administração, com a participação do presidente da Câmara de Vereadores, Leo Mulata e, em outra ocasião, representantes de forças policiais também deram sugestões e firmaram a parceria com o município para o cumprimento das medidas mais severas.

O novo decreto passará a valer a partir desta sexta pela manhã, e a restrição de circulação de pessoas, o chamado “toque de recolher” a partir de 22h do mesmo dia, quando já será montado um forte esquema de segurança pela Polícia Militar em pontos estratégicos da cidade. Durante a operação, os agentes da Força Tarefa estarão distribuídos pela cidade e acompanhando toda blitz que for realizada no período noturno quando as equipes serão reforçadas. O trabalho da Força Tarefa continua normalmente ao longo do dia, fiscalizando o comércio em geral, prestadores de serviços e outros segmentos.

Em função do “toque de recolher”, os bares, restaurantes, lanchonetes e similares que após as 14h30 poderiam vender pela modalidade delivery sem proibição de horário, agora só poderá atender até às 21h quando todas as atividades presenciais ou remotas deverão ser finalizadas. Isso, para garantir que os trabalhadores consigam chegar em casa antes do horário determinado para que as pessoas fiquem em casa.

Durante o “toque de recolher”, existem exceções para a circulação de pessoas, desde que estejam em condição de risco ou socorro a pessoas e animais; profissionais que trabalham em atividades ligadas à saúde e segurança e trabalhadores no trajeto para o trabalho no turno da noite (comprovação mediante a documento emitido pela empresa ou comunicação prévia à Força Tarefa).

O serviço delivery só será autorizado para as farmácias, que durante o horário de proibição de circulação de pessoas estarão autorizadas a funcionar.

As demais restrições ou horários e formas de funcionamento seguem como já estavam previstas no último decreto publicado, com exceção das oficinas e borracharias que antes estavam fechadas no fim de semana. Elas estarão autorizadas a funcionar também aos sábados e domingos de 10h às 18h.

Gravidade da situação atual e investimentos na saúde

A cidade vem registrando aumento no número de novos casos de COVID-19 desde o início do ano, e com taxas mais elevadas principalmente nas duas últimas semanas. De acordo com a Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica, a cidade e todas as outras que pertencem a macrorregião do Triângulo Norte estão operando além da capacidade máxima, impossibilitadas de receber ou encaminhar pacientes para municípios vizinhos.

A Santa Casa de Misericórdia, referência no atendimento aos pacientes com sintomas mais graves da doença e que precisam de leitos de UTI, já recebeu do município equipamentos que serão usados para aumentar a capacidade de atendimento. A unidade de saúde já conta com 10 novos monitores cardíacos, 8 respiradores compatíveis com o funcionamento de um leito em alta complexidade como é a o caso de síndromes respiratórias agudas e mais 7 respiradores portáteis que podem auxiliar na remoção de pacientes entre hospitais e até para outros municípios. A cidade conta com 20 leitos de UTI e a expectativa é aumentar em até mais 10 leitos.

A gestão do município tem mantido contato direto com a secretaria de estado da saúde e também com o governador de Minas Romeu Zema, em busca de mais investimentos, possibilidade de remoção de pacientes mais graves para outras cidades do Estado, mesmo que fora da macrorregião do Triângulo Norte e, ainda em busca de fortalecer a parceria entre estado e município em relação as forças de segurança. A Polícias Militar e Civil têm participado do planejamento estratégico da Força Tarefa no cumprimento do que é vigente por força de decreto.

A orientação da administração do município é que todos continuem seguindo as regras do último decreto e que a população em geral siga à risca as medidas de prevenção da doença, permanecendo o máximo possível em casa.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: