PF e MPF cumprem ordens judiciais na Grande BH por suspeita de fraude com prejuízo de mais de meio bilhão de reais

PF e MPF cumprem ordens judiciais na Grande BH por suspeita de fraude com prejuízo de mais de meio bilhão de reais

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) cumprem, nesta sexta-feira (18), ordens judiciais em vários endereços da Grande Belo Horizonte. A suspeita é que uma organização, composta por empresas, tenha causado um prejuízo de mais de meio bilhão de reais.

Seis mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela PF, MPF e o Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Os crimes investigados são de fraude, blindagem e proteção de patrimônio, inclusive no exterior.

As ordens são contra empresários de três famílias que teriam desviado cerca de R$ 500 milhões de seus credores entre o período de 2004 a 2010. O valor foi bloqueado pela Justiça.

Esse dinheiro veio de prestação de serviço para programação de urnas eletrônicas, transmissão de dados e treinamento de pessoal para operação do sistema em quatro eleições.

Logo após o segundo turno do pleito de 2010, esses empresários pediram recuperação judicial. Depois de três anos, foi decretada falência de duas empresas do grupo. Com isso, eles deixaram de pagar cerca de 10 mil credores.

O administrador judicial responsável por gerir essa falência descobriu que eles pegaram equipamentos e dinheiro dessas duas empresas que faziam essa prestação de serviço e transferiram para uma terceira, que começou a participar das eleições a partir de 2012.

O auditor denunciou o esquema à PF e, nesta sexta, os policiais estão apreendendo documentos que podem comprovar as supostas irregularidades.

Segundo a Polícia Federal, em 2004, para realizar o serviço, os empresários receberam R$ 43 milhões. Dois anos depois, já pediram R$ 94 milhões. Os contratos foram prorrogados, por meio de aditivos, em 31 oportunidades, estendendo a contratação até 2010. Para cada pleito, o valor superava R$ 100 milhões.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: