Primeira mulher eleita para chefe do Executivo de Uberaba, Elisa Araújo fala sobre a vitória e os desafios da gestão

Primeira mulher eleita para chefe do Executivo de Uberaba, Elisa Araújo fala sobre a vitória e os desafios da gestão

“Ser a primeira mulher eleita prefeita de Uberaba é uma ghrande responsabilidade. O desafio será monstrar para as mulheres que todas podem ter espaço na política.” Assim, a prefeita eleita neste domingo (29), Elisa Araújo (Solidariedade), definiu vitória histórica na cidade.

Durante entrevista ao vivo na TV Integração, nesta segunda-feira (30), ela ainda abordou a construção da equipe de transição e que vai assumir o Executivo em 2021, falou sobre o enfrentamento à Covid-19 e outros desafios para a gestão. Também participou ao vivo,por telefone, o eleito vice-prefeito, Moacir Lopes (Solidariedade), que se recupera em casa do coronavírus. Veja vídeo acima.

“Respeito muito o meu adversário e gostaria de dizer que democracia é assim, que a vontade da maioria deve ser respeitada. Vamos governar para todos, não vamos levar brigas políticas para a gestão e a cidade toda será beneficiada”, explicou Elisa.

Entidades de classe de Uberaba também falaram sobre as expectativas dos setores com a vitória de Elisa. Confira mais abaixo.

No segundo truno, Elisa Araújo teve 85.890 votos (57,36%), e Tony Carlos (PTB) recebeu 63.932 confirmações, que representam 42,64% dos votos válidos.

“Quero agradecer a todos que confiaram no nosso projeto de mudança, juntos vamos mudar Uberaba de verdade e trazer o progresso que a cidade merece. Vamos trazer resultados para todos os uberabenses”, afirmou a prefeita eleita.

Campanha e vitória histórica

Para Elisa Araújo, essa foi uma “grande vitória de uma equipe pequena, mas muito dedicada e correta”. Ela atribuiu a eleição às pessoas engajadas no projeto e aos eleitores que acreditaram no trabalho da chapa. “Superamos as fake news […] Apesar de tudo o que aconteceu durante o processo eleitoral, em nenhum momento eu pensei em desistir, pois essa é a missão que eu tenho comigo e com o povo de Uberaba.”

Durante a corrida do segundo turno, Elisa decidiu de última hora não participar do debate marcado pela TV Integração na última sexta-feira (27). Em nota, no dia do evento, ela informou que a candidatura dofreu “ataques sistemáticos contra a honra, recebendo acusações infundadas”.

Por causa das ofensas, a coligação conseguiu na Justiça uma liminar para que o candidato Tony Carlos suspendesse o impulsionamento de propagandas negativas nas redes sociais contra Elisa Araújo. Conforme o processo, um dos conteúdos patrocinados trata-se de um vídeo com fotos da candidata e a música “Burguesinha” de fundo.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

“O processo foi longo, foram dois anos de trabalho. Em janeiro, disse a Elisa que se ela seguisse com esse trabalho seria a próxima prefeita de Uberaba. Ela é a grande estrela desse projeto e eu estarei ao lado para dar apoio em tudo o que ela precisar,” afirmou o vice-prefeito eleito, Moacir Lopes.

Equipe gestora

Sobre a equipe que deve assumir a alto escalão do Executivo em 2021, Elisa afirmou que serão escolhidas pessoas com competência para comandar as pastas.

“Não fizemos promesas para ninguém e não oferemos favores, por isso vamos escolher técnicos para diririgir todas as pastas. A própria prefeitura já tem muitas pessoas capacitadas que estão preparadas para assumir cargos importantes. Só precisamos dialogar com elas para que a oportunidade de melhoria apareça.”

Ela também disse que conta muito com os conhecimentos do vice-prefeito eleito, Moacir Lopes. “Ele é um engenherio e professor, bastante técnico e vai ajudar muito em todas as pastas. Somos da indústria e a principal bandeira será a geração de emprego e renda. As pessoas querem ter a oportunidade de trabalhar e prosperar. Claro que outras questões como saúde e educação também estão no nosso foco”, explicou.

Apoios

Nestas eleições, Uberaba também registrou recorde de mulheres eleitas para o Legislativo municipal. Quatro mulheres vão assumir como vereadores em janeiro. Além disso, a prefeita eleita acredita que não deve ter dificuldades na Câmara para aprovações dos projetos do Executivo.

“Houve uma grande renovação no Legislativo e acredidto que os vereadores eleitos também chegam com essa visão de melhoria e manutenção do progresso. Mesmo com a maioria sendo oposição, tenho certeza que ajudarão no avanço de bons projetos” , afirmou Elisa.

Além disso, Elisa tem o apoio do governador de Minas Gerais, o que pode facilitar para Uberaba conseguir verbas e melhorias oriundas do estado. “Foi muito bom receber o apoio do governador Zema e espero poder atuar próximo ao governo do Estado para atrair investimentos e manter o progresso de Uberaba.”

Pandemia de Covid-19

Para Elisa Araújo, muitas ações de enfrentamento à Covid-19 foram positivas e a cidade enfrentou bem a pandemia. “Existe o decreto e acredito que algumas coisas podem mudar. Precisamos aprender a conviver com essa situação e todos devem assumir suas responsabilidade para que a cidade continue evoluindo.”

“A educação precisa ser retomada, mas isso deve ser feito de forma ampla e planejada. Estaremos em contato com professores e pais para que as escolas estejam preparadas como devem estar na hora de retomar as aulas”, afimou.

Ainda na área da saúde, ela pretende estender o fruncioandmento das Unidades Básicas de Ssaú (UBS) até as 22h para redução da fila eletrônica. “Pessoas estão há mais de dois anos na fila e precisamos diminuir isso.”

Expectativas de entidades

Na manhã desta segunda-feira, a TV Integração ouviu representantes de entidades de classe para saber as principais reivindicações e expectativas sobre o governo de Elisa Araújo. Para eles, a experiência da prefeita eleita no setor empresarial pode colaborar muito nas demandas da área.

“Esperamos a simplificação, a desburocratização, a facilidade de diálogo pelo fato dela vir do sistema Fiemg, onde ela trabalhou junto com a CDL. Ela é uma classista e por isso ela vai saber identificar e ajudar no desenvolvimento do nosso comércio e da cidade”, afirmou o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberaba, Ângelo Crema.

Segundo o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Uberaba (Aciu), Anderson Cadima, a experiência empresarial também pode contribuir para conquistas importantes para o município.

“O que esperamos da Elisa é que sua gestão seja bastante transparente e consiga enxugar a máquina pública. Esperamos também que traga muitos benefícios como empresas e investimentos para nossa cidade, gerando emprego e renda”, disse Cadima.

FONTE: G1.COM

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: