Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

Portugal entrará em situação de calamidade a partir da meia-noite desta quinta-feira (15) devido ao agravamento da pandemia do novo coronavírus na Europa. A França também anunciou o restabelecimento do estado de emergência a partir do sábado (17).

Segundo informações do jornal “Público”, o governo português passará a exigir máscara na rua e limitar as aglomerações em cinco pessoas em lojas, restaurantes e vias públicas. Nos casamentos e outras celebrações pessoais, serão permitidos até 50 convidados. A situação de calamidade será mantida por pelo menos 15 dias após a quinta-feira.

“Infelizmente, Portugal não é exceção, e podemos classificar a evolução da pandemia no nosso país como uma evolução grave”, declarou o primeiro-ministro António Costa, em Lisboa.

Outras medidas:

  • Serão proibidas todas as festas universitárias e cerimônias para recepção de novos alunos nas instituições de ensino;
  • As ações de fiscalização serão reforçadas pelas forças de segurança para assegurar o cumprimento das novas regras;
  • A multa aplicada em caso de descumprimento das regras poderá ser de até 10 mil euros.

Situação na Europa

Os países europeus aumentaram as medidas preventivas para evitar uma alta dos casos de coronavírus — o continente teve os maiores números de novos contágios nas últimas semanas.

Além de Portugal, a França também voltou ao estado de emergência e vai impor toque de recolher nas maiores cidades do país. O anúncio foi feito pelo presidente Emmanuel Macron nesta quarta-feira.

Na terça-feira (13), a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que mais de 700 mil novos casos foram notificados na última semana na Europa. É uma alta de 34% em relação à semana anterior.

O número de novos casos é, em parte, decorrente de mais testes. Mas também houve aumento de mortes, ainda que em uma proporção menor, de 16%.

Os médicos alertam que muitas das novas infecções são em jovens, que têm sintomas mais leves da Covid-19. O maior problema, no entanto, é que eles podem transmitir o coronavírus aos mais velhos.

FONTE: G1.COM

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: